Acerca de mim

A minha foto

First started teaching at the age of 12, football tactics among friends, moving on to coaching volleyball teams, then digging deep into Human nature through Yoga and finally through TM.

Turned into language teaching through TEFL and for the past 22 years have been developing and implementing training systems in the Portuguese real estate industry, blending both together, and helping non-speakers in their plight to learn the professional jargons that make up real estate activities in Portugal.

quarta-feira, junho 09, 2010

back2thefuture

Falar de e-marketing, SEO e e-branding deve ser feito com parcimónia: Como o sal, qb

Desde 1993 na internet, desde 2000 na web, desde meados anos 80 a escutar os pais da WWW, gostava de partilhar algumas lições que aprendi nestes anos:

Aqui vai:

- Quem vos vender a ideia que a Web (diferente da Internet) tem soluções chave-na-mão estão a enganar-vos.

- A Web aprende-se fazendo, tal como a SEO. A optimização de um e-produto ou e-serviço passa não apenas pela Google em si, mas pela construção online daquilo que durante muitos anos (sobretudo nos anos 50) se fez em suporte de papel e no terreno.

Logo, não basta construi um template (ou vulgo site/página), nem um back-office SQL, nem fazer - como a Carla disse e muito bem - maus backlinks, nem simplesmente pagar 50, 500 ou 5000 euros de Adwords.

O facto é hoje em dia, ao contrário da cultura lusófona de dar premasia à pessoa colectiva - empresa -, a web há algum tempo valorizou o "e-branding"; a personalização do produto/serviço à pessoa física que lhe dá voz (youtube, etc:). Um exmplo disso é aquilo que um Donald Trump está fazer...

Por isso, olhe para os seus filhos ou sobrinhos, como eles usam a web, seja via telemóvel (MSN), seja outros meios, ou simplesmente o menino de 7 anos (Sou pai de 5 -tal como o Hergé - dos 7 aos (neste caso) 26 anos...).

O futuro do e-marketing reside aí...

http://www.youtube.com/watch?v=IqhlQfXUk7w

Sem comentários: